FFF – Mudanças na programação de quinta-feira (23/3)

22/03/17

Fronteira apresenta mostra dedicada a paisagens curada por Toni D’Angela e obra de Júlio Bressane. A programação sofreu ajustes e agora dispõe de um horário melhor para os fãs de Bressani.

A programação desta quinta oferece ao público uma mostra dedicada a paisagens composta por 11 filmes. Colaborador desde a primeira edição do Fronteira Festival, Toni D’Angela foi quem enviou esta mostra especial para Goiânia. Trata-se de corrente de estudos que fala sobre a paisagem do cinema. O espectador, nesta programação, pode esperar por animação em 2D, stop-motion sobre papel, found-footage (técnica de filmes feitos a partir de imagens de arquivo). A mostra acontece às 15 horas no Cine Cultura. 

Em seguida um filme da MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS entrou na programação de hoje, que é o Sol Negro, de Laura Huertas Milán (Colômbia / França / EUA, 2016, 43'). Ele não havia sido exibido em sua sessão normalmente programada, por problemas técnicos.

A quinta-feira ainda reserva duas exibições especiais: o recém-lançado “Beduíno”, de Júlio Bressane e “Noites Paraguaias”, de Aloysio Raulino. Com uma vantagem para os fãs de Bressani. A sessão mudou para as 19h30, possibilitando que ainda mais pessoas possam assisti-lo. Em seguida será lançado box com coleção de obras Raulino, que será entregue gratuitamente aos primeiros espectadores que chegarem e que ficarem durante toda a sessão. 

“Noites Paraguaias” é um longa sobre a trajetória de imigrantes paraguaios que se dirigem à Assunción e daí chegam a São Paulo; trabalhadores rurais, músicos, vendedores e subempregados. Em seguida, o filho de Raulino, Gustavo, conversará com o público sobre o filme a o trabalho do diretor. 

A mostra competitiva de longas segue nesta quinta-feira com a exibição de “Sleep Has Her House”, de Scott Barley (Reino Unido).

 

Então a programação desta 5ª feira, 23/03, ficou assim:

 

15h - Land(e)Scapes - Cine Cultura
17h - Sol Negro - Competição internacional de curtas - Cine Ritz
18h - Sleep has her house - Competição internacional de longas - Cine Ritz
19h30 - Beduíno - Júlio Bressane - Cine Ritz
21h - Lançamento Box Raulino - Noites Paraguais - Cine Ritz

 

 

SERVIÇO:

III Fronteira – Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental

I BIS – Bienal Internacional do Cinema Sonoro

23 de março – quinta-feira

 

15h – LAND(E)SCAPES / PAISAGENS EM FUGA - LOCAL: CINE CULTURA

Ten Mornings, Ten Evenings, One Horizon, Tomonari Nichikawa (Japão, 2016, 10’) The Bow and the Cloud, Stephanie Boomer (Canadá, 2016, 8’) Facing the Waves, Eva Kolcze (Canadá, 2016, 5’) Ghost Town, Robert Todd (EUA, 2016, 10’) Still Waters, Robert Todd (EUA, 2016, 9’) Psysichal Responses, Robert Todd (EUA, 2016, 7’) Há Terra, Ana Vaz (Brasil / França, 2016, 13’) In the Vicinity, Kelly Sears (EUA, 2016, 9’) The Watchmen, Fern Silva (EUA, 2017, 10’) Circunstantial Pleasures, Lewis Klahr (EUA, 2017, 15’)

 

17h - Sol Negro (Laura Huertas Milán - Colômbia/França/EUA, 2016 - 43') - Competição internacional de curtas - Cine Ritz

 

18h – COMPETITIVA INTERNACIONAL DE LONGAS - LOCAL: CINE RITZ

Sleep Has Her House, Scott Barley (Reino Unido, 2016, 90’31’’)

 

19h30 – EXIBIÇÃO ESPECIAL - LOCAL: CINE RITZ

Beduíno, Júlio Bressane (Brasil, 2016, 75’)

 

21h – EXIBIÇÃO ESPECIAL + LANÇAMENTO BOX COLEÇÃO ALUÍSIO RAULINO - LOCAL: CINE RITZ

Noites Paraguaias, Aloysio Raulino (Brasil, 1982, 90’)

Conversa após a sessão com Gustavo Raulino (filho do director, in memorian).

 

 

Assessoria de imprensa: Ana Paula Mota / Nádia Junqueira

anapaulamota@gmail.com / njunqueiraribeiro@gmail.com

Telefones: Ana Paula Mota > (62) 99941 – 5464 (Whats App)

Nádia Junqueira > (61) 98281 – 0759 (Whats App)

fronteira.imprensa@gmail.com